quarta-feira, 27 de março de 2013

Posted by Sandro Henrrique On 20:44

Por Saulo Rodrigues Silva


Só quem viveu pelo menos sua adolescência entre os anos de 1978 a 1984 é que conhece o famoso seriado, “A Ilha da Fantasia”. Os enredos se passavam em uma paradisíaca ilha do Pacífico onde qualquer desejo podia ser realizado…
Bem vindo ao “MUNDO DA FANTASIA!” Talvez essa seja a nova série do mundo real em que toda a humanidade atua. Nunca o mundo foi tão ávido pela FANTASIA. Estamos tão isolados das realidades do mundo, que vivemos em uma espécie de redoma de sonhos.

Um grande exemplo disso é como se lida com a morte. Não demorará muito para que a geração atual acredite que um filé de frango é algo produzido artificialmente pela indústria. Sim, medalhão de filé mignon deve ser alguma invenção da indústria química. Frangos não são mortos, nem vacas, nem nada. Afinal de contas, eu não os vejo sendo mortos…. e você, vê? Antes que pense que meu texto é sobre sustentabilidade, NÃO É NÃO! As crianças desde cedo são afastadas do conceito da morte, dos funerais… e os desenhos mostram a morte como brincadeira, coisa do mundo imaginário. Até brincam de matar e morrer, ou melhor, jogam games virtuais que fazem isso. Cria-se desde cedo a ilusão de que nesse mundo não se morre nem se mata de verdade. Talvez essa situação seja exceção no oriente médio, na áfrica esfomeada ou nas favelas do Rio, mas isso é “outro assunto”.

O mundo tecnológico é especializado em criar ilusão. Aliás, a tecnologia e a ciência moderna são a “nova magia” do mundo atual. Não são palavras minhas, mas de um bruxo famoso já falecido (Aleister Crowley). Estamos cercados de ilusão por todos os lados. Os relacionamentos também não escapam dessa máquina de sonhos. É só a gente pensar na indústria da pornografia. Tem gente que acha que sexo é o que se vê nesses filmes. Acreditam que aqueles homens “viagrados” são assim na vida real, e que aquelas mulheres perfeitas existem no mundo de fato. Ilusão, pura ilusão! Mas estamos viciados em FANTASIA. Fugimos de tudo o que se chama realidade. Queremos ser os magos do nosso próprio destino. Por isso tanta tecnologia… afinal queremos ter a sensação de controle, que podemos dominar nossas vidas em apenas um toque do dedo… e controlar até mesmo as pessoas com quem convivemos. Realmente, os filmes sobre bruxaria e magia são cada vez mais frequentes, talvez um reflexo de um mundo que deseja ter o controle absoluto de tudo. Mas para isso acontecer, só vejo um caminho, o da fantasia. Se o mundo não é como eu gostaria, então vamos fantasiá-lo, vamos imaginá-lo, vamos recriá-lo do nosso jeito. É o velho desejo do Édem, “e como Deus, sereis conhecedores…” Mas não tem jeito de mudar a realidade. Ela é o que é! Diante disso, o que as pessoas dizem? “Tudo bem, não me importo. Vou criar o meu mundo e viver nele.” FANTASIA! Bem vindo ao MUNDO DA FANTASIA!
A maioria das pessoas geralmente não gosta de falar sobre Apocalipse. Por que? Porque Apocalipse é sinônimo de catástrofe, de terror. Ninguém quer pensar nisso. Ninguém quer pensar que o mundo pode acabar e assim atrapalhar os sonhos profissionais, de casamento, de realização material etc. Não, ninguém quer olhar para essa possibilidade. O mais interessante disso pra mim é que a palavra ‘Apocalipse’ na língua grega NÃO significa ‘catástrofe’, nem mesmo ‘final dos tempos’. Significa “Revelação”. Tornar claro, evidente, conhecido. Em outras palavras, é o mesmo que “TRAZER À REALIDADE”. Ahhhh… agora eu entendo. Num mundo onde todo mundo é viciado em ilusão e fantasia, ninguém quer ser trazido à realidade. Por isso grande parte das pessoas (até mesmo aquelas religiosas) não quer falar sobre o APOCALIPSE. Bem… faz sentido!

Eu não sei quanto a você que está lendo meu artigo, mas eu… eu quero vida real!!! Por mais dolorosa que ela seja… ela é REAL. Não sou masoquista nem gosto da dor. Mas a razão do porque quero uma vida real, ainda que com dores, é porque quem foge da realidade não encontra Deus. E não encontra Deus por uma simples razão: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (Jesus Cristo). Percebe?! Jesus disse que Ele mesmo é a VERDADE!

Pense nisso: Se eu amo a ilusão, a fantasia, ou estou viciado nelas, como posso amar a Deus, que é a própria verdade?

Por Saulo Rodrigues Silva

-->A Paz do Senhor
-->Sandro Henrrique
Fonte -->https://www.facebook.com/SauloRSilva/posts/445253062209992

0 comentários:

Postar um comentário